Entrevista com o gestor de liderança Fábio Telles, concedida ao RECIFE OFFICE, em live, com intuito de oferecer ao seu Cliente soluções para seu desenvolvimento.

Fabio Telles de Souza
Diretor Dale Carnegie Training
Pernambuco Recife, Brasil
Instagram: @eufabiotelles

MÉTODO POMODORO

1. RECIFE OFFICE P – Esse método Pomodoro que você resumiu e irá nos apresentar, para sua aplicabilidade, quais os principais recursos?

Fábio Telles R- É um método simples, pois é preciso apenas um despertador, que pode ser do celular ou até baixar um aplicativo que ajuda na utilização desse método.

2. RECIFE OFFICE P –  Em quanto tempo podemos dizer que o método aplicado, como você sugere, começa a fazer parte dos nossos hábitos?

Fábio Telles R- Para criar novos hábitos, seja qual for, sempre exige dedicação, foco e propósito por isso depende muito de indivíduo para indivíduo.
Em meados da década de 1960, o cirurgião plástico norte-americano Maxwell Maltz observou que seus pacientes levavam cerca de 21 dias para assimilar os benefícios e mudanças de um procedimento cirúrgico. Esse é período necessário para que o cérebro torne um novo hábito um padrão e realize a tarefa com menos esforço.

3. RECIFE OFFICE P – Por que repartir o tempo?

Fábio Telles R- Especialistas sugerem que nosso cérebro não está preparado para o bombardeio rápido e cada vez maior de distrações digitais, o que nos deixa com uma sensação de lentidão e, no final, menos produtivos. Por isso, um “pomodoro” só dura 25 minutos, é relativamente fácil controlar a ansiedade pra não mexer no celular por esse tempo.

4. RECIFE OFFICE P- Qual o benefício dos intervalos?

Fábio Telles R- Estimular o foco. Não conseguimos ficar concentrados, segundo pesquisas, por mais de 54 minutos. Se dividimos o tempo e descansamos com breves paradas, segundo o pesquisador Francesco Francesco Cirillo , somos muito mais produtivos.

5. RECIFE OFFICE P – Esse período de intervalo e concentração devem ser esse definidos ou pode ser flexível? E por que?

Fábio Telles R- O método sugere 25 minutos, que por experiência são muito produtivos. Porém não há restrição caso a pessoa queira aumentar ou diminuir esse tempo.

6. RECIFE OFFICE P – A longo prazo, suponhamos, após tornar-se hábito, existe algo que possa aperfeiçoar ainda mais o método?

Fábio Telles R- Sim. Outras técnicas de concentração nos apoiam para aprimorar o uso de nosso cérebro, como por exemplo, yoga, atividades físicas, alimentação saudável, entre outras. Portanto quem quer melhorar a técnica, saiba que isso é uma busca constante.

7. RECIFE OFFICE P – Isso funciona para qualquer atividade, para astronautas, estudante ou um escritor?

Fábio Telles R- Serve para todos que querem ser mais produtivos.

Entrevista em vídeo disponível no canal de youtube e instagram @recifeofficerooms

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.